POR QUE ESTUDAR INGLÊS AMERICANO?

Alunos do Projeto Abraham Lincoln comemoram o Thanksgiving de maneira especial.
23 de novembro de 2017

POR QUE ESTUDAR INGLÊS AMERICANO?

POR QUE ESTUDAR INGLÊS AMERICANO?

O inglês se tornou uma língua universal, é o idioma mais falado do mundo e ocupa a terceira posição como língua nativa, ficando atrás apenas do mandarim e do espanhol. Entretanto, no Brasil o inglês ainda é visto como língua estrangeira. Assim, quando se busca um curso de inglês logo surge a dúvida: inglês americano ou britânico?

Assim como existem diferenças entre o português falado no Brasil e em Portugal, o inglês americano e britânico não são iguais, com variações que vão do vocabulário até a pronúncia.

Então, diante desse fato, que inglês estudar? Para tomar essa decisão de forma consciente, é necessário conhecer um pouco os pontos de discordância entre o inglês americano e britânico.

Conheça, a seguir, as principais diferenças entre os dois e quais os benefícios de estudar inglês americano. Boa leitura!

 

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE O INGLÊS AMERICANO E O INGLÊS BRITÂNICO?

 

As divergências entre as duas vertentes do idioma não são muitas, mas é necessário se atentar para as três principais diferenças entre elas. no que diz respeito a vocabulário, gramática e pronúncia. Acompanhe:

VOCABULÁRIO

Com relação ao léxico (todas as palavras de uma língua) utilizado em cada variação do inglês, as diferenças são poucas. Ainda assim, podem causar alguns constrangimentos.

Vamos usar como exemplo a palavra “fag”. Na Inglaterra seu significado é cigarro, logo se você fizer uma pergunta a alguém utilizando esse termo, não terá problemas. Se o mesmo for feito nos Estados Unidos, a recepção da palavra não será tão boa, uma vez que por lá “fag” é um termo pejorativo, frequentemente usado para ofender um homossexual.

Note como é importante conhecer as diferenças entre as duas formas para não cometer um equívoco.

GRAMÁTICA

As diferenças na gramática entre o inglês americano e britânico são mais extensas em comparação as outras particularidades de cada vertente. Elas vão do tempo verbal até as preposições.

Além disso, a gramática americana tem como característica a concisão e a objetividade, enquanto a britânica mostra-se mais formal e explicativa.

PRONÚNCIA

A diferença mais notória entre os dois tipos é a pronúncia, costumeiramente abordada em filmes e séries. No inglês britânico, a pronúncia tende a ser mais fechada, enquanto no americano mais aberta e anasalada.

Veja como exemplo a pronúncia do “a”. Enquanto os Ingleses e falantes do inglês britânico pronunciam o “a” na parte de trás da boca. Os americanos e os falantes do inglês americano pronunciam o “a” na parte da frente da boca.

É importante ressaltar que a pronúncia do “a”, é apenas um exemplo das diferenças que existem na pronúncia, ao compararmos as duas formas de inglês.

 

ESSAS DIFERENÇAS IMPOSSIBILITAM A COMUNICAÇÃO?

A resposta é não. É notório que tanto os britânicos quanto os americanos conseguem compreender o inglês expresso pelo outro, de forma que as pequenas divergências entre as vertentes da língua não se tornam um obstáculo para a comunicação.

Entretanto, é preciso considerar que, embora os Estados Unidos tenham sido colonizados pela Inglaterra, hoje é o país americano que influencia o modo de vida britânico através da cultura.

Os jovens do Reino Unido, assim como os adolescentes de todo o mundo, estão em constante contato com a cultura americana, seja através dos programas de tv ou da música que consomem.

Dessa forma, fica evidente que o modo de vida americano possui um impacto maior no estilo de vida britânico, fazendo com que o inglês americano também se sobressaia em relação ao outro. Isso ocorre porque os Estados Unidos são uma potência mundial e influenciam o restante do mundo.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR INGLÊS AMERICANO?

Alguns anos atrás, saber falar inglês era um grande diferencial no currículo, hoje a realidade é bem diferente. O idioma já é um pré-requisito na hora de preencher as vagas das grandes empresas.

E não é só isso: saber inglês é fundamental para usufruir de novas experiências que agregarão no currículo, como intercâmbios e cursos no exterior.

Diante de tantas mudanças, as escolas de inglês têm recebido alunos cada vez mais novos. Isso é ótimo, pois, quanto mais cedo se entra em contato com outra língua, mais fácil é o desenvolvimento de habilidades relacionadas a apreensão do idioma.

 

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DE ESTUDAR O INGLÊS AMERICANO?

 

FACILIDADE NA ASSIMILAÇÃO

Os estudantes brasileiros da língua inglesa são uma unanimidade no assunto: assimilar o inglês americano é mais simples do que aprender o inglês britânico.

Isso acontece porque o inglês americano está presente no nosso cotidiano. Consumimos cultura americana a todo momento, através de séries de tv, músicas, roupas, filmes etc.

Além disso, inúmeras palavras do inglês já foram incorporadas ao vocabulário dos brasileiros, o que resulta na facilidade em memorizar e consolidar o uso do idioma, na prática.

LÍNGUA OFICIAL NO MUNDO DOS NEGÓCIOS

Embora o inglês não seja a língua nativa mais falada, ela é utilizada diariamente por cidadãos de todas as partes do mundo e, por isso, é a língua mais falada mundialmente.

O inglês americano é a língua de ligação entre diferentes países, culturas e negócios, visto que é o único idioma que pode ser usado no mundo inteiro.

Sendo assim, quando um brasileiro precisa trabalhar com um francês e um alemão, os três recorrem ao uso do inglês americano para que consigam produzir juntos e obter bons resultados.

Portanto, falar o inglês da potência mundial significa estabelecer conexões com todas as nacionalidades do mundo, o que é imprescindível para obter uma carreira de sucesso.

 

ACESSO A CONHECIMENTO

Segundo dados divulgados pelo Instituto de Informação Científica (ISI, na sigla em inglês), 95% dos artigos e revistas científicas são escritos na língua inglesa. Assim como mais da metade do conteúdo da internet também está em inglês.

Para ter acesso a todo esse conteúdo e não ficar para trás, é preciso dominar a língua inglesa. Afinal, não tem nada pior do que ficar dependendo de traduções, não é mesmo?

 

OPORTUNIDADES DE ESTUDO NO EXTERIOR

 

Algumas das melhores universidades do mundo estão nos Estados Unidos. Nesse sentido, falar inglês é uma condição indispensável para ingressar em qualquer uma delas. Já pensou estar apto a estudar em Harvard, Columbia, Yale ou MIT? Sem dúvidas, isso agregaria muito ao seu currículo e seria uma experiência pessoal de valor inestimável.

No entanto, para conquistar uma dessas vagas não basta falar inglês, é indispensável comprovar a proficiência na língua. Para isso existem os certificados internacionais, que asseguram que o candidato possui o conhecimento necessário para acompanhar as aulas no mesmo ritmo dos falantes nativos.

Nosso artigo te ajudou a entender as diferenças entre as duas formas de inglês? Decidiu estudar o inglês americano? Entre em contato conosco e solicite mais informações sobre como aprender o idioma de forma prática e eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *