Arthur. Almeida

Carrego comigo o desejo de falar inglês desde criança, e já passei por algumas experiências com o idioma, algumas boas e outras não tão motivantes. Porém muita coisa mudou desde que conheci o ICBEU: imergi em uma metodologia eficaz e desafiadora, afinal, no ICBEU o importante é viver o idioma e não decorar.  Comecei o curso no nível intermediário e hoje, já no avançado, afirmo sem dúvida que YES, I AM PROUD TO BE ICBEU! (Sim, tenho orgulho de ser ICBEU!).

Meu orgulho não se justifica somente por o ICBEU ser uma instituição reconhecida pela Embaixada Americana, pelos majestosos professores, pelo material de alta qualidade, pela sua magnífica estrutura, ou pelo ótimo atendimento, mas primordialmente, pelo compromisso com cada aluno em prestar um serviço de qualidade e garantir uma rica vivência linguística e cultural.

Se eu falo inglês? Não basta falar inglês, tem que falar com qualidade!

ICBEU BH sem dúvida o melhor!

#I am ICBEU # TheBest

Arthur Almeida Campanha – 22 anos

Arthur_v02

O inglês é a língua mundial. Estudo no ICBEU, pois quero aprender a conversar com pessoas de outros países quando viajar.

Arthur Faria Fantoni – 11 anos

Gabriela

Sempre sonhei em ir longe, conhecer o mundo, aprender línguas diferentes e não ficar somente no português, mas muitos desses sonhos pareciam fora da minha realidade. Até que o ICBEU me deu a oportunidade de conhecer professores de alto nível, e meu inglês melhorou bastante em um ambiente agradável junto com sua equipe de funcionários competentes. O ICBEU me fez pensar de uma maneira diferente, abrindo minha mente para um futuro melhor me dando a esperança de continuar almejando os meus sonhos.

Gabriela Majella Pinto – 16 anos

Sarah

O inglês era um desejo desde a infância, mas somente no período da faculdade foi possível investir na língua do mundo. Cheguei ao ICBEU por uma indicação de uma amiga que elogiava muito a escola. Resolvi ingressar na instituição e desde então percebo o quanto ela estava certa.

Nos primeiros dias de aula, a professora nos incentivou dizendo que aos poucos nossos ouvidos estariam treinados para entender o inglês. E, com o passar das lições, todas as palavras antes “gregas” tomaram sentido, significado e não eram mais estranhas.

Tenho muito a avançar no inglês ainda, mas percebo a cada dia o quanto começar minha jornada no ICBEU foi um marco para que sonhos antes tão distantes passassem a serem possíveis!

Sarah Barbosa Lima – 25 anos

Yago_v02

Eu estava no 9º ano do Ensino Fundamental, em uma escola da rede pública de Belo Horizonte, quando fui escolhido pela professora de Inglês, por ser um bom aluno, para concorrer a uma bolsa de estudo integral da língua inglesa, que seria oferecida pelo ICBEU, através de um programa chamado Abraham Lincoln, de parceria do mesmo com a PBH. Felizmente, eu fui escolhido pelo ICBEU, entre os tantos alunos que concorriam a uma das 20 bolsas do programa.

Durante um período de quase dois anos, em que eu participei desse programa, eu aprendi muito, não só a língua inglesa, mas também várias outras coisas, pois os professores não se limitavam apenas a ensinar Inglês, eles nos ajudavam a buscar um objetivo em nossas vidas e nos mostravam as diversas oportunidades que teríamos se nós levássemos a sério a já conquistada oportunidade de estar dentro daquele programa. E assim eu soube de alguns projetos entre o Brasil e os EUA, como os Jovens Embaixadores e outros. Nosso aprendizado não era apenas livro e aulas explicativas; tínhamos sempre aulas variadas, com métodos divertidos e inovadores que, cada vez mais, despertavam o interesse sobre aquela língua.

Ao fim do programa, alguns alunos, foram mais uma vez agraciados por bolsas de estudos no ICBEU para que continuassem o aprendizado, e mais uma vez eu tive a sorte de estar entre esses alunos. Continuei assim a aumentar meu conhecimento e a descobrir novas oportunidades.

Enfim, só tenho a agradecer a toda a equipe do ICBEU: os professores, os coordenadores, o pessoal da recepção, biblioteca e limpeza, todos que têm ou tiveram participação em um grande e importante processo de minha vida, o de aprendizagem constante.

Obrigado!

Jonathan Yago de Aquino Gonçalves – 17 anos