6 dicas incríveis para otimizar os estudos de inglês

Saiba como estimular o desenvolvimento infantil em 8 dicas
12 de Janeiro de 2018
Como os níveis de Inglês são divididos? Descubra o seu!
2 de Fevereiro de 2018

6 dicas incríveis para otimizar os estudos de inglês

Aprender inglês significa entrar em um novo universo idiomático e cultural. Além de matricular o seu filho em uma boa escola de idiomas, também é importante otimizar os estudos de inglês fora da sala de aula, auxiliando-o com dicas eficazes para que ele seja capaz de fixar a língua e tornar-se fluente com mais facilidade.

Você percebeu que o seu filho está com dificuldades para assimilar algumas expressões ou quer que a pronúncia dele melhore? Com pouco esforço, você pode trazer o idioma para o cotidiano do seu pequeno, solucionar esses problemas e aprimorar as suas habilidades de fala, escrita e compreensão.

Confira abaixo algumas das melhores dicas para melhorar os estudos de inglês do seu filho!

1. Ter uma rotina organizada de estudos

A escola de inglês é importante para fornecer ao aluno a base do idioma. Porém, a instituição de ensino não fará milagre se o seu filho não tiver uma rotina organizada de estudos e se dedicar ao aprendizado. Além de estudar na escola, também pode-se determinar dois dias da semana para aprender em casa. Por exemplo, na segunda-feira estudam-se reading (leitura) e listening (compreensão) e, na quarta-feira, speaking (fala) e writing (escrita).

Dessa forma, o estudante trabalha e aprimora todas as habilidades necessárias para dominar a língua. Sem falar que os pais podem aproveitar para observar o desempenho do filho, constar em qual área ele tem mais dificuldade de aprendizagem e incentivá-lo a realizar atividades que o permitam melhorar.

2. Colocar o computador e o smartphone com os menus na língua inglesa

Quanto mais o aluno estiver inserido em um ambiente que propicie a imersão no idioma, mais facilidade ele terá para começar a se comunicar em inglês. Aliás, é por isso que o intercâmbio dá certo para a maioria das pessoas, porque as coloca em contato diário com a língua.

É possível simular um ambiente internacional mesmo estando no Brasil. Mudar o idioma do computador, smartphone e dos jogos é uma boa forma de ter mais proximidade com o inglês no dia a dia. Essa simples troca condiciona o cérebro a reconhecer e pensar em outro idioma, o que é essencial para aumentar o vocabulário, melhorar a escrita e a fala.

3. Ler em inglês

Adquirir o hábito de ler em inglês é uma excelente forma de fortalecer o processo de aprendizagem. Com isso, o leitor pode expandir o seu vocabulário, conhecer diferentes tipos de linguagens no mesmo idioma e aprender sobre a cultura e a tradição do povo de outro país. Ensinar o cérebro a pensar em inglês fará com que a mente exercite diálogos na língua estrangeira, além de trazer facilidade para a escrita de textos e mais articulação na hora de conversar e praticar o que está aprendendo.

Para que essa dica funcione, é essencial que o estudante encare a leitura como uma atividade prazerosa. Portanto, para motivar o seu filho a ler, o presenteie com livros que estejam adequados para a sua idade e que abordem temas pelos quais ele se interessa. No início, pode-se começar a ler livros em inglês que já foram lidos em português – isso facilita a compreensão do contexto da história e evita a desistência da leitura.

4. Praticar a pronúncia com músicas para otimizar os estudos de inglês

Além de divertida, a música também é uma ferramenta eficaz para aprender inglês. Quando aprendemos ouvindo música, estamos treinando os nossos ouvidos, ao mesmo tempo em que o nosso cérebro está processando sentimentos e emitindo alertas para lembrar-se de palavras aprendidas no idioma ouvido.

Sempre que ouvimos uma música que gostamos, nós estamos despertando uma região do cérebro que está diretamente ligada à experiência do prazer, da mesma forma como se tomássemos um sorvete ou comêssemos uma fatia do nosso bolo preferido. Sendo assim, para estudar com música, é imprescindível escolher uma canção de gosto pessoal, escutá-la diversas vezes e com bastante atenção, além de tentar cantá-la para melhorar a pronúncia.

Depois de ouvir a música, é necessário ler a sua letra e fazer uma lista com as palavras que não foram entendidas e, posteriormente, procurar o significado delas em inglês. Se ainda houver dúvida, traduza para o português. A partir dessa dica, o aluno treina o seu listening, reading e writing, além de tornar a sua curiosidade aguçada para a realização de pesquisas nesse idioma.

5. Assistir desenhos e filmes com legenda

O seu filho adora assistir desenho animado e filmes? Esse momento de entretenimento também pode ser convertido em aprendizado. Troque a faixa de áudio e a legenda da televisão para inglês. Dessa maneira, enquanto ele lê as palavras, escuta, assimila e aprende a pronúncia correta.

Conforme houver evolução no processo de aprendizagem, é recomendado assistir o filme sem legendas. Se alguma expressão não for entendida, basta repetir a cena novamente, afinal, a repetição ajuda a fixar melhor o conteúdo aprendido.

Assistir desenhos e filmes é um dos melhores exercícios para otimizar os estudos em inglês. A vantagem dessa dica é que o estudante pode selecionar os temas com os quais mais se identifica, o que lhe permite aprender expressões relevantes e que estejam dentro do seu perfil pessoal. Ou seja, ao assistir um desenho animado feito para criança, o seu filho aprenderá um vocabulário apropriado para a sua idade e que lhe dá segurança para praticar o idioma com os colegas da sua faixa etária.

6. Fazer anotações para consultar palavras

Ao ouvir uma palavra nova em inglês pela primeira vez, pode ser que ela pareça sem sentido. Mas tudo pode mudar se o seu filho anotá-la para depois consultar o seu significado e aplicação numa frase. Assim, aos poucos, ela pode começar a fazer parte do seu repertório idiomático.

Segundo um estudo publicado pela revista Psychological Science, em 2014, as pessoas que cultivam o hábito de fazer anotações à mão têm mais facilidade para se lembrar sobre o que escreveram do que quem anota no celular ou demais dispositivos eletrônicos.

Quando o estudante de inglês anota e pesquisa novas palavras, ele está aumentando a sua capacidade de memorização em curto e longo prazo. Além disso, a prática melhora a organização de pensamento, amplia o seu vocabulário, além de produzir material para futuras revisões.

Para otimizar os estudos de inglês, é fundamental estar em contato com a língua, trazendo-a para o cotidiano do estudante e escolhendo as propostas de imersão que mais o deixam à vontade para praticá-la, de modo a aperfeiçoar as suas habilidades no idioma.

Gostou deste post? Compartilhe-o nas redes sociais e mostre aos seus amigos algumas das melhores dicas para aprender inglês de uma vez por todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *